.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
Para Guiné Bissau : União Europeia estuda estratégia para próximo financiamentos
Radio Sol Mansi (RSM) - A União Europeia lança, esta quinta-feira (20), em Bissau, consulta pública para apoiar as organizações da sociedade civil nos vários elementos que contribuirão para a definição das suas prioridades e demais requisitos

Em entrevista á Rádio Sol Mansi (RSM), a margem do encontro, o chefe da cooperação da União Europeia no país, Pablo Leunda, diz que o encontro serviu para compreender melhor com as organizações da sociedade civil como utilizar os recursos financeiros disponíveis na sede da organização, em Bruxelas.

“O que pretendemos com este encontro é para falar e analisar conjuntamente com elas (organizações), o que fazer com os nossos próximos instrumentos de financiamento que temos, especialmente dedicado a colaboração com as ONG,s. Nós temos anunciado recentemente na nossa sede, em Bruxelas, que despomos de bastante dinheiro para os três próximos anos, então em vez de espalhar estes recursos em muitas áreas geográficas, sectórias e organizações, queremos ter uma conversa com as organizações da sociedade civil na Guiné-Bissau, sobre como conjuntamente com eles podemos definir uma ideia estratégica de como utilizar melhor este recurso”, explica.
Segundo Pablo o mesmo encontro foram ouvidos alguns participantes que apontaram como a prioridade o sector da educação, saúde e direitos humanos com a maior atenção na região de Bolama Bijagós.

“Para nós a área prioritária quase é tudo (…) ao longo de quase 45 anos da independência nem se quer faz sentido falar na questão do desenvolvimento da área de saúde assim como da educação na região de Bolama Bijagós, porque tudo está na deriva, tudo em esquecimento, por isso, que queremos que se façam um bocadinho de atenção e ter uma visão mas alargada, sobre esta zona”, justifica.

De acordo com as informações disponíveis a região de Bolama Bijagós despõe apenas de um centro de formação de professores. Há mais de vinte anos a região não tem um bloco operatório em pleno funcionamento.
Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Braima Siga
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net