.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
TRÁFICO no Brasil Polícia prende “Alemão” no Planalto
TRÁFICO
Polícia prende “Alemão” no Planalto

O traficante é líder da facção criminosa comandada por “Ninha”, que está preso em penitenciária paranaense, segundo a polícia

O traficante “Alemão” foi preso em casa, no bairro Planalto em Montes Claros

O delegado Marcos Anderson Leal pediu a prisão temporária de Arilson Catrink, o “Alemão”


Revólver municiado e dinheiro foram apreendidos com Catrink durante ‘operação’ da polícia

RUBENS SANTANA

Em uma operação desencadeada pela Polícia Civil, com o apoio da equipe de militares do Grupo Integrado de Proteção a Vida (Gipv), a Polícia Militar cumpriu um mandado de prisão temporária na manhã de quinta-feira, no bairro Planalto, e prendeu Arilson Catrink, o “Alemão”. Segundo a polícia, ele é líder da facção criminosa liderada por Demóstenes Sóstenes Rodrigues dos Santos, o “Ninha”, que se encontra preso na penitenciaria de segurança máxima localizada na cidade de Catanduvas/PR.

De acordo com o delegado da Polícia Civil da Área Integrada de Segurança Pública (101ª Aisp), Marcos Anderson Almeida Leal, “Alemão” foi preso pelos militares em sua casa no bairro Planalto. Com ele os militares encontraram um revólver calibre 38 municiado com cinco cartuchos intactos, três celulares e R$ 100 em dinheiro.

O delegado informou ainda que, “Alemão” foi preso preventivamente, para que a Polícia Civil continue apurando inquéritos, no qual possivelmente, ele esteja diretamente envolvido.
Ainda de acordo com o delegado Marcos Leal, “Alemão” já havia sido preso diversas vezes. Ele tem vários processos na Justiça, tentativa e acusação de homicídios e principalmente por tráfico de drogas. “Com essa prisão temporária, ‘Alemão’ agora vai responder por outro crime: porte ilegal de arma, visto que, no momento do cumprimento do mandado, os policiais militares encontraram com ele um revólver 38 municiado com cinco tiros”, observa o delegado ressaltando que “Alemão” irá ficar preso por trinta dias com possibilidade de prorrogação da prisão para preventiva.

Liderança de facção

Com a transferência do traficante “Ninha” para a penitenciaria de Catanduvas, localizada no estado do Paraná, segundo informações do delegado da Aisp 101ª, Marcos Anderson, “Alemão” vinha assumindo a liderança da facção em diversos bairros, principalmente no Santa Cecília, Vila Tiradentes, Renascença entre outros.

O policial informou ainda que, ele foi reconhecido por testemunhas e é o principal suspeito de ter assassinado no dia 1º de março, Luís Felipe, que era “gerente do tráfico” no bairro Cidade Industrial, local dominado pela facção rival pertencente a Waldemir Tavares da Silva Filho o “Marlboro”, traficante que também está preso na mesma penitenciária de segurança máxima onde se encontra seu rival no Paraná. Luís Felipe foi morto por tiros de armas de diversos calibres quando vários matadores chegaram em um Vectra verde e disparam várias vezes matando-o.

Homicídios

Ainda de acordo com o delegado, com a transferência dos dois traficantes e a prisão preventiva de “Alemão,” o número de homicídios na cidade deve manter estagnado. “Com as transferências dos dois traficantes e a prisão de “Alemão”, o número de assassinatos vai reduzir drasticamente, visto que, era “Alemão”, que estava comandando o tráfico na cidade. Ele já esteve preso várias vezes por acusações e tentativas de homicídios e principalmente, por tráfico de drogas”, afirma o delegado.

“Esconderijo”

“Alemão” foi preso em sua casa no bairro Planalto, mas de acordo com o delegado, ele possui outra casa no bairro Renascença e um sítio na zona rural próximo a Tabuas, localizado na Estrada da Produção.

De posse de um mandado de busca e apreensão, os militares do Gipv estiveram na residência localizada no bairro Renascença e também no sítio, porém, eles nada encontraram para incriminar mais ainda o traficante.
Postado por Rubens Santana
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net