.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
Putin já está preocupado com o funeral?
Dizem que o regime político russo é um regime presidencialista tão centralizado que é difícil compreender como é que ele consegue dirigir a Rússia e ainda ter tempo para nadar, pescar e dormir.

Desta vez, o dirigente russo, reza o jornal Kommersant, decidiu pôr ordem no sector funerário, onde - e parece que não só na Rússia - tem uma forte vertente mafiosa. As autoridades russas calculam que, na economia paralela ligada aos funerais, circulam de 120 a 150 mil milhões de rublos (qualquer coisa como 18 a 20 milhões de euros)

Segundo o dito diário, o Presidente considera que não existem padrões únicos, as leis são caducas e há descoordenação na actividade dos órgãos do poder.

Actualmente, o subsídio pago pelo Estado para um funeral é de cerca de 100 euros. E as formas de ajuda na hora da despedida não são iguais em todas as regiões da Rússia. A direcção de controlo da Administração do Presidente russo constata: “na República dos Komi, nos distritos de Syktyvkar, Sosnogorsk e Ukhta, [as autoridades locais] dão um caixão de madeira sem forro de tecido, enquanto que nas regiões de Priluzki e Ust-Kulomskii dão um caixão de madeira forrado de tecido”.

Claro que iniciativas destas deviam partir do governo ou do primeiro-ministro Dmitri Medvedev, mas este é notícia cada vez mais raramente.

Isto tem uma explicação. Segundo a maioria dos analistas, Vladimir Putin voltará a ser reeleito Presidente nas próximas eleições de Março de 2018 [antecipadas para coincidirem com a data da ocupação da Crimeia pelas tropas russas], mas é preciso excluir surpresas, por isso esta "preocupação permanente" pelo povo.

Mas, por outro lado, os anos vão passando e os cidadãos da Federação da Rússia devem ver que o tempo e a intensa actividade presidencial não deixam sequer marcas na preparação física do Presidente Putin. Por isso, é necessário renovar as imagens do “macho eslavo” à pesca em tronco nu ou os mergulhos nas frias águas da Sibéria para pescar lúcios e outros peixes de pequena e média dimensão: várias câmaras de televisão e máquinas fotográficas não podiam deixar escapar este momento “histórico”.

Alguns defensores de Putin afirmam que, desse modo, o Presidente faz publicidade do turismo interno. Verdade seja dita, a imensa Rússia tem belezas para todos os gostos, mas não é esse o objectivo. Os russos optam a viajar para países exóticos porque os voos de avião e os hotéis são bem mais baratos. Por muita publicidade que se faça a favor do turismo russo para a Cimeia, são mais os que optam pela Turquia ou Montenegro. Os preços e serviços são mais apelativos.

Ninguém duvida do patriotismo dos russos, mas também ele tem limites. É por isso que muitos russos preferem descansar no estrangeiro ou ficar-se pelas suas datchas nos arredores das cidades onde vivem.


Publicada por José Milhazes
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net