.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
Para que essa oligarquia se pudesse instalar foi necessário expulsar todos os angolanos brancos, que foram o bode expiatório desse ódio racial alimentado a dollars
Interessante ver a grande profusão de comentários que são colocados nesta galeria de protestos. Vou aqui deixar, um pequeno comentário porque, apesar de ter saído de Angola em 195,vivi em Angola 45 anos como branco de 2ª.

Ainda hoje sinto por essa terra um grande amor. Saí dessa terra para salvar a pele e a minha família. Vivi desterrado no Brasil durante 4 anos. Vim depois para Portugal, mas não como retornado, porque só é retornado quem aqui nasceu ou viveu antes de ter vivido em Angola.

O futuro de Angola preocupa-me imenso, porque ainda sinto grande amor por essa terra.É natural porque foi aí que nasci. Trabalhei 18 anos em Luanda na prospecção de Petróleo. Não foram os americanos, ao contrário do que muita gente pensa. que descobriram o petróleo em Angola.

Foram os belgas os portugueses e os angolanos, em apertada colaboração, que o encontraram e começaram a produzir. Mas a entrada dos americanos em Angola, foi na realidade a grande desgraça do povo angolano.

Com eles a monopolizarem a produção de bruto instalou-se um governo corrupto, uma oligarquia militar e hoje, o país é de todos os corruptos e não do pobre povo angolano que sofre para cacorro.

Para que essa oligarquia se pudesse instalar foi necessário expulsar todos os angolanos brancos, que foram o bode expiatório desse ódio racial alimentado a dollars. Como sempre o povo humilde e mal informado de Angola, foi enganado e deixou exacerbar o seu racismo.

Todas as actividades económicas produtivas desse país, aquelas que permitiam a circulação do dinheiro pelas mãos do povo foram praticamente abandonadas.

Os dollars provenientes do petróleo e dos diamantes foram sempre suficientes para contentar a oligarquia que está no poder e que dele se serve abundantemente. Isso produziu um fenómeno tremendo, um país e um governo ricos, e um povo na mais extrema miséria.

No meu fraco entender não é esse o caminho para o sucesso e para a felicidade. É o caminho da escravidão económica e da eterna dependência, com contornos bem piores do que os da colonização. Um caminho que nunca poderá oferecer segurança, bem estar e estabilidade ao povo angolano. Queiram D





Por : ulysses (angolano29@gmail,com)
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net