.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
Disputa a liderança do Supremo Tribunal de Justiça
O Presidente cessante do Supremo Tribunal de Justiça, Paulo Sanha exortou hoje (21 de Março) a classe política para manter-se serena equidistante no processo eleitoral da instituição que terá lugar no dia 4 do mês de Abril próximo, evitando assim atitudes que possam pôr em causa a transparência do processo.

Na disputa a liderança do Supremo Tribunal de Justiça está o Presidente cessante e o juiz conselheiro, Mamadu Saido Baldé e nelas votam apenas onze juízes conselheiros e sete desembargadores.

Dirigindo esta terça-feira a imprensa a margem da apresentação pública da moção da candidatura, Paulo Sanha, disse que esta confiante na sua reeleição para poder continuar a garantir na independência, dignidade e coesão interna da magistratura do país.

“Nós não temos sinais concretos, mas dada a circunstância que estamos a viver no país, é fácil imaginar que vai suscitar muito interesse da classe política com vista apoiar um dos candidatos, mas apesar disso espero merecer o apoio dos meus colegas para minha reeleição”, declarou o Presidente cessante aos jornalistas.

Apesar de reconhecer que instabilidade política institucional afetou o seu primeiro mandato na consecução das políticas em benefício do judiciário, Paulo Sanha disse que a sua candidatura continuará a contribuir para uma verdadeira independência dos magistrados.

“Esta candidatura não eximirá de prosseguir diligências junto do Executivo para melhoria de condições de trabalhos nos tribunais, nas delegacias do ministério público e concretização dos direitos dos magistrados consagrados nos estatutos”, realçou ainda Sanha.

Ladeados por alguns juízes conselheiros, Paulo Sanha, garantiu que a sua candidatura continuará na linha da frente em defesa intransigente da independência do poder judicial, separação dos poderes face ao poder político e concretização de estado de direito democrático.

Na corrida para eleição do vice-presidente do Supremo Tribunal de Justiça na lista de Paulo Sanha esta o Rui Nené que foi vice-presidente da instituição no primeiro mandato.
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net