.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
Há uma altura nas história dos povos em que os acontecimentos, bons ou maus, já não dependem de quem governa, mas de quem se sente mal governado
O Partido da situação em Angola não aprendeu nada com as lições do seu passado, nem entendeu as causas profundas que estiveram na base dos acontecimentos nefastos da nossa história recente.

Ninguém tolera ser tratado indeterminadamente como um cidadão de segunda ou de terceira, na sua própria pátria.
A nosso passado ensina-nos que a melhor forma de termos paz e desenvolvimento, passa por cultivarmos a inclusão de todos os angolanos nesse processo de construção de um país que é todos.

Ninguém, nenhum angolano, nem um grupo de angolanos pode-se arrogar ao direito de determinar eternamente como é que os outros, a maioria, deve viver.

É um erro de análise infantil que certos indivíduos pensem, que a maioria dos angolanos não analisa os factos, que andamos aqui alegres e felizes alimentados por essa propaganda sistemática que nos vão impingindo por via da imprensa estatal.

Há uma altura nas história dos povos em que os acontecimentos, bons ou maus, já não dependem de quem governa, mas de quem se sente mal governado...

E Angola, do meu ponto de vista, atingiu esse ponto...


Por : Emanuel Malaquias
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net