.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
25 minutos de reflexão - Por Manuel Luamba
Está uma campanha declarada contra o Sindicato dos Jornalistas Angolanos ou impressão minha?
É que, parece estar a "doer" a cerimonia dos 25 anos ou algo assim!

Claro que, não foi perfeita ao todo. Nem deveria ser! Eu (e outros colegas) também notei "bwe" de falhas e critiquei, na hora.Temos todos esse direito (desde que seja exercido dentro dos limites estabelecidos pela lei, ordem pública e bons costumes. Não estou a dizer que não tenham sido observados estes princípios). Mas, na minha opinião, está uma clara revelação de desunião da classe, por excesso das publicações que se lêem nas redes sociais (fundamentalmente facebook). As criticas são bem-vindas e recomendam-se! Mas também...
Imaginem:

Se todos nós fossemos homenageados mudaria alguma coisa?

Se todos nós tivéssemos convites especiais não haveria jornalistas juniores?
Seriamos associados? Obrigados a pertencer à associação "X "ou "Y"? Pagaríamos mais ou menos quotas na associação onde pertencêssemos? Estaríamos mais unidos? Lutaríamos todos contra algumas "cenas" do Pacote?
Repito:

Não foi perfeito ao todo. Aceitam-se as criticas para melhorar. Mas elas parecem repetidas e não ajudam a classe (apesar do direito à liberdade de de expressão que a ordem jurídica angolana e universal nos assiste).

Não seria melhor olharmos para essas falhas e, em fórum (curiosamente o nome do hotel onde decorreu o acto) próprio, criticarmos sem querer limitar o exercício do jornalismo-cidadão, como se deve calcular?
O que acho que pode ajudar a mudar é:

Criticarmos e apontarmos soluções como alguns fazem(fizeram).

Lutarmos contra a escassez/falta de liberdade de expressão das fontes (não falam em nome da ordem superior).
Lutarmos contra os atrasos salariais (alguns os atrasam por abuso em nome da crise).
Lutarmos contra escassez/falta de liberdade de imprensa (surgimento de mais órgãos não implica pluralidade de opiniões ou fontes).

Matarmos a cultura do silêncio como ensinou Paulo Freire (denunciando "cenas que não ajudam a classe).
Observarmos as regras e princípios da profissão etc e tal.

Acho que, isso, só seria possível se estivermos unidos.
Não importaria o órgão ou associação profissional.
Bastaria ser-se jornalista para juntos lutarmos!

Vamos a isso?

ATT: O texto foi feito em nome do senhor/a Laúca. Qualquer
correcção agradeceria!
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net