.
Contacto |  Iniciar |  Impressum |  Google Translator:      
A UNITA é acusada de tribalista pelo Neocolonialista MPLA
O INCOMPETENTE MPLA ACUSA CONSTANTEMENTE A UNITA DE “TRIBALISTA” , QUANDO O MPLA É UM PARTIDO NEOCOLONIALISTA NA VISÂO DOS ANGOLANOS AUTOCTONES.

1. A UNITA é acusada de ser um partido tribalista pelo Neocolonialista MPLA porque fundou-se corajosamente no Leste de Angola sob domínio do colono quando os líderes do MPLA viviam em Hotéis de Luxo no estrangeiro, a UNITA fundou-se no seio dos autóctones de diferentes Tribos e de lá firmou a sua luta pela defesa do bem-estar das maiorias e dos menos equipados que hoje dura 51 anos, diferente do MPLA fundado pelos crioulos em partes incertas e com datas distintas e confusas para dar continuidade ao Colonialismo;

2. A UNITA é acusada de tribalista pelo Neocolonialista MPLA porque define-se como a UNIÃO “NACIONAL” PARA A INDEPENDENCIA TOTAL DE ANGOLA, diferente de um “movimento popular de misticios” inspirados pelos “Amílcares Cabrais” e mais tarde por “Rosas Coutinhos”, “Fideis de Castros” e amigos para expropriar as riquezas de Angola e neocolonizar o Povo;

3. A UNITA é acusada de TRIBALISTA pelo Neocolonialista MPLA porque defende em primeiro lugar o Angolano, em segundo lugar o Angolano, em terceiro lugar o Angolano e o Angolano sempre diferente daqueles que chamam os Angolanos de “frustrados” , diferentes daqueles que preferem doar 10 milhões de dólares do erário publico em gratidão ao povo de Amílcar Cabral quando o Cabo Verde tem calamidades e dotar apenas 100 mil dólares para as vitimas das cheias em Benguela;

4. A UNITA é acusada de TRIBALISTA pelo Neocolonialista MPLA porque reconhece que em Angola existem tribos e quem na verdade se predispõem em governar angola para os Angolanos terá que levar em consideração as diferentes tribos, os seus hábitos e costumes para melhor servir o povo, é evidente que a UNITA seja acusada de tribalista porque a Isabel dos Santos não tem uma tribo para defender em Angola, MAS AINDA ASSIM É A MULHER MAIS RICA DE ANGOLA;

5. A UNITA é acusada de TRIBALISTA pelo Neocolonialista MPLA porque valoriza os Angolanos, a nossa cultura e os nossos hábitos e costumes diferentes daqueles que vieram das ilhas distantes como contratados e fundaram aqui os seus” impérios Crioulos” a custa dos nossos recursos.

A UNITA É ACUSADA DE TRIBALISTA POR SER UM PARTIDO FUNDADO PELOS ANGOLANOS AUTOCTONES, EM ANGOLA E SEMPRE LUTOU PARA O BEM DOS ANGOLANOS INDEPENDENTEMENTE DA SUA RAÇA, COR , TRIBO, CRENÇA , LINGUA, diferente do MPLA que depois de 1975 :

1. Mentiu que a FNLA eram Canibais;
2. Mentiu que Jonas Savimbi era um animal com cauda;
3. Chama Matumbo os Kimbundus que falam a sua Lingua;
4. Chama atrasado os Tchokwes que falam a sua Lingua ;
5. Chama Zairense os Bakongos que falam a sua Lingua;
6. Chama Bailundu os Ovimbundus que falam a sua Lingua;
7. Transformou os portugueses e Chineses em empresários de sucesso em Angola e;
8. Usa desrespeitosamente os Kuanhamas como “Cães de guarda” na UGP.

A UNITA é acusada de tribalista por ser Angolana e dos Angolanos e por defender Angola como um mosaico cultural de Tribos que precisa ser livre do neocolonialismo, enquanto o MPLA é neocolonialista por ser um partido fundado e dirigido por uma CASTA de filhos e Fieis trabalhadores do colono que dedicam-se a expropriar os recursos dos Angolanos e a enganar o Povo.

Jukulumessu! Mudança em Agosto com a UNITA.


Por : Antonio Marques
Deixar um comentário
Ponto-final reserva a si o direito de não publicação de comentários que firam os principios da boa convivência .

Que envolvam calúnia , ofensa , multiplicidade de nomes para o mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal.

Somos um espaço público e colectivo , apelamos ao respeito para bem estar de todos nós.





Ponto-Final.net